Tag: fados

Fadista Joaquim Julio – Fado Humoristico

FADO HUMORÍSTICO DE JOAQUIM JULIO - muito bem acompanhado à Guitarra Portuguesa por Silvio Girão e à Viola por José Manuel Rodrigues. O fado humoristico é Povo com Tradição, Diversão e Vida. Fadista Joaquim Julio, Fado Humorístico, Festa, Antões, acompanhado à Guitarra Portuguesa por Silvio Girão e à Viola por José Manuel Rodrigues.

Maria Armanda ao vivo

Maria Armanda ao vivo, A cantora e fadista Maria Armanda ao vivo na TVI, Você na TV programa de televisão em Portugal. Sempre com a apresentação dos emblemáticos Manuel Luis Goucha e Cristina Ferreira. Fados da Maria Armanda - Você na TV: Maria Armanda ao vivo em mini-concerto, na TVI - Portugal

Ana Moura ao vivo em Berlim

Ana Moura ao vivo em Berlin em março de 2015, confirma a linha ascendente de personalidade e profissionalismo da artista portuguesa, fadista de reconhecido valor e sólida carreira. Para o publico maioritariamente alemão encheu a sala de emoções acompanhadas de melodia e ritmos soltos. O publico reagiu sempre com o máximo apoio numa reacção natural ao ambiente criado pela Ana Moura e a sua excelente equipa de palco. Musicos que recriam sonoridades de grande influencia em Portugal. Apesar de ter assistido apenas em video, a emoção e a alma da fadista, sente-se e muito.....

Fados em Castelo Branco, Fadistas em concerto

Uma noite de fados em Castelo Branco, com a participação de vários fadistas de castelo branco e com um grupo de fados convidados, COSTA BRANCO na guitarra portuguesa, MIGUEL PEDRO na viola de fado e a fadista CÁTIA GARCIA. Fadistas João Siborro, Nunes Fradique, José Freixo, Ana Lopes e Anabela Beirão.

Festival Caixa Ribeira estreia-se no Porto a 12 e 13 de junho

Depois do êxito do formato apresentado em Lisboa, com duas edições esgotadas do Caixa Alfama, que este ano se voltará a realizara 18 e 19 de setembro, o maior festival de fado do país fará a sua estreia no Porto em 2015, levando à Ribeira alguns dos mais consagrados fadistas da atualidade, mas também a nova geração do Fado, com especial atenção para os intérpretes e novos talentos da região norte.

António Zambujo – Foi Deus ao vivo em Coimbra

Não sei, não sabe ninguém Por que canto o fado Neste tom magoado De dor e de pranto E neste tormento Todo o sofrimento Eu sinto que a alma Cá dentro se acalma Nos versos que canto Foi deus Que deu luz aos olhos Perfumou as rosas Deu oiro ao sol E prata ao luar Foi deus Que me pôs no peito Um rosário de penas Que vou desfiando E choro a cantar E pôs as estrelas no céu E fez o espaço sem fim Deu o luto as andorinhas Ai, e deu-me esta voz a mim Se canto Não sei o que canto Misto de ventura Saudade, ternura E talvez amor Mas sei que cantando Sinto o mesmo quando Se tem um desgosto E o pranto no rosto Nos deixa melhor Foi deus Que deu voz ao vento Luz ao firmamento E deu o azul às ondas do mar foi deus Que me pôs no peito Um rosário de penas Que vou desfiando E choro a cantar Fez poeta o rouxinol Pôs no campo o alecrim Deu as flores à primavera Ai!, e deu-me esta voz a mim

Fado desgarrada com Luísa Soares e Nuno de Aguiar, “Loiça portuguesa”

Luísa Soares: "Sinto-me mulher claro, meus dotes tu querias ter, não sou como tu de barro, pobre galo de Barcelos"; Nuno de Aguiar: "Em Barcelos foi a crista, feita muito encarnadinha, o resto foi feito à vista, lá para as Caldas da Rainha", Luísa Soares: "Se nas Caldas da Rainha, há lá disso que tu falas, eu como já tenho a minha, é bem melhor tu guardá-las", Nuno de Aguiar: "Será melhor eu guardá-las, minha amiga minha irmã, vale mais uma na mão, do que duas no sotian", Luísa Soares: "Se já só como uma na mão, já dá para te agradar, vejam bem, que fanfarrão até dá pra acreditar"

Zéquinha Mateus – É Feia mas gosto dela – Fado

É feia mas gosto dela, cá tenha as minhas razões, é tal e qual a mãe dela, c'um olho à Luiz de Camões. É feia mas não me importa, tem o olhar que convém, Como tem a vista torta, Só vê as notas de cem. É feia mas das modernas, eu gosto dessa catraia, Tem umas varizitas nas pernas mas só usa mini-saia. Se os homens almas daninhas só quisessem mulheres belas, Ai das feias coitadinhas, ninguém se espardalava com elas, Mas o meu coração não receia e cá vou vivendo assim, Eu gosto da minha feia que anda a trabalhar para mim

Ana Moura Desfado

Ai que saudade que eu tenho de ter saudade Saudades de ter alguém que aqui está e não existe Sentir-me triste só por me sentir tão bem E alegre sentir-me bem só por eu andar tão triste

Angelo Freire brilha na guitarra portuguesa

Ângelo Freire é um músico de fado. Toca Guitarra Portuguesa. Em 2000, com 12 anos, venceu a Grande Noite do Fado na categoria de juvenis masculinos. Foi também o 1º classificado, em Outubro de 2000, na edição mundial do concurso Bravo Bravíssimo produzido pela Retequattro e pela SIC.

Guitarradas ao vivo

Excertos de 3 momentos de 3 grandes músicos da guitarra portuguesa, Com a Marisa em Londres:Luís Guerreiro, António Neto. Fernando Sousa. Espetáculo do Camané no São Luiz, José Manuel Neto com a companhia de Carlos Manuel Proença e Carlos Bica. Espetáculo da Mariza: Ângelo Freire acompanhado com Diogo Clemente e Marinho de Freitas

Carlos do Carmo no Coliseu do Recreios 1994 com Raul Mendes

Grande homenagem a um grande musico português, mestre dum instrumento menos mediático, actualmente, mas com uma arte de ponta. O Fado "Não se morre de saudade" em 1994 foi interpretado ao vivo num concerto memorável, com o fadista Carlos do Carmo consagradissimo e o Raul Mendes o nosso campeão mundial de harmónica bocal. Carlos do Carmo no Coliseu

Lucilia do Carmo e Fernando Farinha – Desgarrada

Em 1962, Lucília do Carmo e Fernando Farinha interpretam vários fados com crianças a assistir. Fados por Lucília do Carmo e Fernando Farinha, Para recordar dois grandes fadistas, Lucília do Carmo é unanimemente considerada uma das maiores fadistas do século XX. Nascida em Portalegre em 1920, veio para Lisboa quando tinha 5 anos. ... Fernando Farinha nasceu no Barreiro em 1928, e é só com 8 anos que vem morar para o Bairro da Bica, em Lisboa. No ano seguinte, canta pela primeira vez num concurso e fica conhecido como "o miúdo da Bica".

Jose Manuel Neto ao vivo

José Manuel Neto é actualmente o mais brilhante guitarrista de fado. Dotado de uma técnica evoluída e com uma sensibilidade e uma criatividade únicas, está na linha dos fora de série que têm escrito a história da guitarra portuguesa, como Armandinho, Jaime Santos ou José Nunes. Tem desenvolvido, dentro dos canones do fado, um estilo próprio marcado pela fluidez, versatilidade e simplicidade frásica que caracteriza a melhor música popular.

6 Fadistas ao vivo – Filme Fados

Vicente da Câmara, Maria da Nazaré, Ana Sofia Varela, Carminho, Ricardo Ribeiro, Pedro Moutinho. Video Carregado por "Fado Português" a 20/10/2009, Fadistas - Pedro Moutinho, Ana Sofia Varela, Ricardo Ribeiro, Carminho, D. Vicente da Câmara, Maria da Nazaré. Músicos - Pedro Castro e José Luis Nobre Costa (Guitarra Portuguesa), Jaime Santos Jr. (Guitarra Clássica) e Prof. Joel Pina (Baixo Acústico)

Mariza ao vivo em Londres em 2003

É o primeiro DVD da carreira de Mariza. Gravado no concerto que Mariza deu para o público inglês na Union Chapel, a 22 de Março de 2003, o DVD Mariza Live in London registou o momento de um dos seus concertos em Londres. Na guitarra portuguesa teve, como habitualmente, a companhia de Luís Guerreiro, na guitarra acústica António Neto e no baixo Fernando de Sousa. No trompete, na interpretação de O deserto, contou com a participação especial de Guy Barker, e no piano Tiago Machado. O sucesso não chegou ao dos anteriores álbuns, o que acontece normalmente com os DVDs, mas atingiu a platina e, por consequência, o primeiro lugar dos tops nacionais de DVDs.

Herminia Silva – Vou dar de beber à alegria

Hermínia Silva, de seu nome completo Hermínia Silva Leite Guerreiro, nasceu no Hospital de S. José, em Lisboa, na freguesia do Socorro, no dia 23 de Outubro de 1907. Teve dois irmãos, Emília, a mais velha, e Artur, o mais novo. Quando tinha apenas oito meses, a família mudou-se para o bairro do Castelo. Chegou a ser aprendiza de costureira numa alfaiataria na Rua dos Fanqueiros, em Lisboa, mas cedo começou a interessar-se por uma vida artística. Frequentadora da Sociedade de Recreio Leais Amigos, acaba por se inscrever no grupo como amadora na arte de representar, em 1925, tendo cantado os primeiros fados acompanhada ao piano.

(Pub)
(Pub)