musica moderna

Capitão Fausto

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Capitão Fausto, Banda de Rock português, Capitão Fausto, Domingos, Francisco, Manuel, Salvador, Tomás, Bandas, Concertos, ao vivo, Há muito tempo que não havia nada tão refrescante no panorama musical português, e a celebração tem de ser feita. Gazela, o primeiro disco de Capitão Fausto, vai levar a casa a arder, mas ninguém vai parar de dançar, e quando o folêgo acabar ainda vai haver tempo para embarcar numa viagem psicadélica e espacial de um pop progressivo até ao merecido descanso.”

Os DAMA

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

DAMA Francisco Pereira e Miguel Coimbra conhecem-se desde os seus seis anos, tendo sido colegas no colégio. Na aula de português começaram a escrever as suas composições em verso, resultando numa competição entre os dois. Em 2008 tiveram a ideia de juntarem as suas rimas a um instrumental, nascendo, assim, D.A.M.A, inicialmente composta por eles mais a cantora Pipa. O primeiro concerto foi no colégio São João de Brito, em Lisboa. Em 2011, a versão da música “Popless” dos GNR, tocou pela primeira vez na rádio. Em 2012 convidaram o amigo Miguel Cristovinho para compor um tema conjunto, o tema “Quer”. Cristovinho acabaria por integrar o coletivo em 2013 aproximadamente na mesma altura da saída de Pipa

Dealema ao vivo

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Musica portuguesa, Porto, bandas de Rap, Os Dealema são um dos mais antigos grupos de Hip-Hop português, criado na década de 90, com membros de Gaia e do Porto. Começaram com a fusão de dois projetos – Factor X que juntava Mundo Segundo e DJ Guze, e Fullashit na qual estavam Fuse e Expeão – entretanto conheceram o quinto elemento Maze, e todos juntos formaram os Dealema que há 18 anos se mantêm no ativo exatamente com a mesma formação.
Todos os membros da banda são também produtores, o que tem gerado um crescente número de fãs não apenas em Portugal, mas em outros países de língua oficial portuguesa onde a banda tem já uma base sólida de seguidores.
Depois de em 1996 terem chamado a atenção de público e imprensa pelo caráter interventivo das suas letras com o mítico “Expresso do Submundo”, seguiu-se na discografia o álbum homónimo em 2003 e o “V Império” em 2008 que viriam confirmar que o eixo Porto/Gaia respirava hip-hop na sua forma mais bela.
Dois anos mais tarde associam-se numa parceria de sucesso à Optimus Discos editando o EP “Arte de Viver” que catapultou os Dealema para a ribalta mostrando que o hip-hop não tem que ser negro para ser forte. Em 2011 a banda volta aos beats pesados e à lírica mais negra com “A Grande Tribulação”. Neste disco o pentágono pinta a tela do momento pré apocalíptico que paira sobre a humanidade. Como sempre a sua mensagem pretende de forma direta provocar no ouvinte sentimentos concretos tendo como veículo a poesia e ambientes carregados de intensidade.
A terminar o ano de 2013 chega “Alvorada da Alma”, que é um regresso às origens, onde tudo começou, à paixão pela música desde o primeiro momento até ao que ela representa hoje. O trabalho conta pela primeira vez com 12 convidados, alguns deles nomes internacionais da cena hip-hop e outros vindos de universos musicais distintos do rap, denunciando uma diversidade sonora que se espera grandiosa. Cada convidado encaixa na perfeição nesta alvorada, cedendo os ingredientes da sua identidade a uma composição de 17 canções que foi revelada a 16 de Dezembro.

Agir

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

«Leva-me a Sério», o novo disco de Agir editado pela Valentim de Carvalho, com apoio da MEGA HITS, saiu dia 30 de Março de 2015. São 19 canções, escritas e produzidas pelo próprio, que demonstram o imenso talento de um dos principais cantores da nova música portuguesa de expressão urbana.

Carlão

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em 2015 Carlão (a.k.a. Pacman) completa quarenta anos de idade. O vocalista/letrista, que ficou conhecido do público como uma das caras dos saudosos Da Weasel, pediu música a vários produtores da praça – Fred & King Kong, Branko, D.J. Glue, Holly Hood, Agir – para o disco que chegará às lojas em Março, justamente intitulado “Quarenta”. O músico também contou com a colaboração de vários amigos, como Sara Tavares (em dois temas, sendo um deles composto pela própria), New Max (Expensive Soul) e Dino D’ Santiago, que contribuem com as suas vozes notáveis neste disco…

Diabo na Cruz

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ao contrário de quase todos os músicos do seu (nosso) tempo, os Diabo na Cruz acordaram do sonho Ocidental no pesadelo do tal Portugal real que os políticos evitam, temem ou fazem por ignorar. E por isto se rebelam, fazendo-o como quem não pode deixar de amar desesperadamente – a cultura, o país. Se continuarem por estes trilhos, arriscam-se a ser, não apenas uma grande banda roque, mas também dos mais lúcidos olhares sobre o Portugal que sempre nos teima em fugir, mesmo nunca saindo do mesmo lugar.

Penicos de Prata

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ora aí está uma excelente forma de divertir com astucia, com liberdade, com cultura, com bons instrumentais e alguma poesia mais ousada, com alguma pouca vergonha. A liberdade também é isto. Penicos de Prata, Musica Portuguesa, Poemas eróticos, Poesia musicada, Musica Clássica, Poemas satíricos, Musica portuguesa.

Oquestrada

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O primeiro álbum, “TascaBeat o sonho português”, lançado em 2009 com o selo Sony Music, alcançou marca de platina e foi considerado pelo jornal Le Monde como um dos melhores na área de World Pop. OqueStrada “…criou um swing único e cosmopolita inspirado nas raízes de música portuguesa” que fez dançar o mundo no Concerto do Prémio Nobel da Paz em 2012. A descrição é de Sarah Jessica Parker, ao apresentar “…os extraordinários OqueStrada…”, naquela que foi a primeira presença portuguesa convidada a actuar no prestigiado evento ao lado de nomes como Seal, Jennifer Hudson ou Ne-Yo.

B Fachada

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

B Fachada é o nome artístico de Bernardo Cruz Fachada (Lisboa, 1984), é um cantor / autor e multi-instrumentista português. Colaborou com Tiago Pereira no documentário Tradição Oral Contemporânea (2008). Em 2009 alcança algum protagonismo com os discos Um Fim-de-Semana no Pónei Dourado e B Fachada., B Fachada, B Fachada ao vivo, BFachada, Bfachada concertos, 2014, Download, Concertos B Fachada, BFachada ao vivo, Bernardo Fachada

Samuel Úria

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Edita em 2013 o seu 3º LP, intitulado “Grande Medo do Pequeno Mundo”, um disco imediatamente acolhido pela crítica e pelo público. Destacam-se neste disco as participações de cantores como Manel Cruz, Márcia, António Zambujo ou Gonçalo Gonçalves.

Ganhou, em 2014, o prémio para a melhor canção do ano da SPA, como o tema “Lenço Enxuto”.Samuel Uria, Samuel Úria, Artistas, Musicos, Musica Portuguesa, Musicas ao vivo, Artistas portugueses, Bandas, Espetáculos, Concertos Samuel Úria, Musicas

Pedro Abrunhosa

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

É possível confirmar que, desde sempre, Pedro Abrunhosa escolheu o caminho mais difícil. O que se percebe quando, ao contrário do que é hábito, a sua história pública não começa com uma banda de garagem – no início, contou mesmo o Conservatório. Pedro Abrunhosa tem um discografia cheia de sucessos: 1994 – Viagens; 1996 – Tempo; 1999 – Silêncio; 2002 – Momento; 2007 – Luz; 2010 – Longe4; 2013 – Contramão

Expensive Soul

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os Expensive Soul são uma banda portuguesa, natural de Leça da Palmeira, com um género de música muito próprio, inspirado pelo r’n’b, soul, funk, 2-step, hip hop e reggae, que conquistaram muitos fãs com as suas prestações ao vivo, letras em português e com a atitude com que se dedicam ao que fazem. O projecto nasceu no final da década de 90, quando New Max e Demo (vocalistas), que andaram juntos na mesma turma, se juntaram para transformar um sonho em realidade: fazer música.

Azeitonas

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os Azeitonas Junho de 2002: nascem “Os Azeitonas”, numas férias em Ibiza. Julho de 2002: a primeira atuação, na discoteca “Pop”, no Porto. Setembro de 2003: Gravação da primeira maquete, na ESMAE, no Porto. Setembro de 2004: Convite, por parte de Rui Veloso, para gravar pela sua recém-formada editora “Maria Records”. Julho de 2005: Lançamento do disco “Um Tanto ou Quanto Atarantado”. Junho de 2006: Momento histórico na carreira da banda: Concerto com Os Azeitonas, José Cid e Rui Veloso no Teatro Sá da Bandeira. “Pai, Mãe e filhos bastardos do Rock Luso – juntos e ao vivo”.

Deolinda

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O projecto musical surgiu em 2006 quando os irmãos Pedro da Silva Martins e Luís José Martins (ex-Bicho de 7 Cabeças) convidaram a prima, Ana Bacalhau, então vocalista dos Lupanar, para cantar quatro canções que Pedro tinha escrito. Após perceberem que a voz da prima se adequava na perfeição às rimas e melodias criadas, convidaram também José Pedro Leitão, contrabaixista dos Lupanar (actual marido de Ana Bacalhau), para se juntar aos três, nascendo assim os Deolinda. Deolinda, Deolinda ao vivo, Os Deolinda ao vivo, Concertos dos Deolinda, Ana Bacalhau, Os Deolinda em Concerto

The Gift ao vivo

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os The Gift fundados em 1994, surgiram inicialmente como projeto paralelo dos Dead Souls, mas como queriam experimentar novos sons e partir para novos horizontes musicais criaram outro grupo.
São uma banda com quatro elementos: Nuno Gonçalves, Miguel Ribeiro, Ricardo Braga e Sónia Tavares. Sónia compôs o primeiro tema do grupo: Lenor. Participaram num concurso e acabaram em 2º. lugar, graças ao concurso e ao estímulo de terem acabado num lugar bom, fizeram o seu primeiro concerto. …

Amor Electro

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

os Amor Electro não têm parado de crescer, sendo, hoje, um dos principais projectos da moderna música portuguesa. Com “Cai o Carmo e a Trindade”, Tiago Pais Dias, Rui Rechena e Ricardo Vasconcelos proporcionam a Marisa Liz, reconhecidamente uma das mais marcantes vozes da actual música portuguesa, o ambiente ideal para exprimir todo o seu talento, graças a uma personalidade única, onde modernidade e tradição, raízes populares e electrónica, colidem para darem origem a um som extremamente original,

HMB ao vivo

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os HMB são Héber Marques na voz, Joel Silva na bateria, Daniel Lima nos teclados, Fred Martinho na guitarra e Joel Xavier no baixo. Já eram amigos e tocavam juntos noutros projetos, quando em 2007 decidiram formar os HMB. Héber Marques encontra nesta formação musical o equilíbrio perfeito para desenvolver o gosto pela Soul e R&B que ganhou pela afinidade com as suas origens Gospel. Os grandes nomes dos anos 60 e 70, como Al Green e Bill Withers e os mais recentes D’Angelo e ErykahBadu são algumas das referências que inspiram a sonoridade da banda. …

Anaquim

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Depois de nos últimos dois anos terem dado dezenas de concertos – incluindo em festivais como o Sudoeste (duas vezes), Super Bock em Stock, Marés Vivas ou MED de Loulé, inúmeras Queimas das Fitas, auditórios e uma incursão no estrangeiro para participar na Ibero-American Week na Hungria – os Anaquim vão agora mostrar ao vivo a arte de “desnecessariamente complicar”… Anaquim ao Vivo, Musica Portuguesa, Banda de Coimbra, Concertos dos Anaquim, Contactos dos Anaquim, Banda Anaquim, Espetáculos, Fotos e Videos dos Anaquim

(Pub)

Blog

(Pub)