Mikael Salgado

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Mikael Salgado é originário de Montemor-o-Velho. Este fadista invisual, tem vindo a conquista mais simpatizantes e a ser premiado pela suas interpretações cheias de alma.

Mikael Salgado

Sabendo o publico da sua inaptidão naturar para ver, o fadista Mikael Salgado, tem sido cada vez mais generoso na sua forma de estar no fado, que o reconhecimento do público é mais do que merecido.

Podem até chamar-lhe o fadista cego, mas sem duvida que a voz e o sentimento que põe na voz, até faz esquecer que tem alguma deficiência visual.

O MIckael é um cantor de grandes dotes e com uma sensibilidade interpretativa tal que os chamados de normais não conseguem igualar.


Mickael Salgado – Vencedor do Concurso do Fado Cerveja Sagres / Concelho de Vila do Bispo 2015


Participação de Mickael Salgado na 4ª Eliminatória de Concurso do Fado Cerveja Sagres – Concelho de Vila do Bispo 2015. A eliminatória decorreu no Auditório do Centro Cultural de Vila do Bispo. Mickael Salgado apurou-se para a semifinal que decorrerá em Raposeira no dia 30 de Maio.


Micael Salgado, “Fado Vianinha” – “Por morrer uma andorinha”
(2013-12-07)
Guitarra portuguesa: Arménio de Melo
Viola de fado: João Vaz
Letra: João da Mata e Frederico de Brito / Música: Francisco Viana
Local: Sociedade Recreativa do Camarnal, Camarnal, Alenquer


Jorge Ferreira e Mickael Salgado Cantando Com a Alma 2011 August Palme Portugal
24/09/2011


Mickael Salgado (SIC) – Vida Nova – 18 Maio 2010
Os Putos com a presença do Carlos do Carmo


Portugal no coração RTP 1 13-10-2008 – “Por morrer uma andorinha”

Cantores

Bruno de Carvalho deixa mensagem para Mickael Salgado (Rising Star) – 7/06/2014

O meu nome é Mickael Mendes Salgado, tenho 23 anos e nasci em França mas vivo em Portugal desde 1992, mais concretamente em Tentúgal (Montemor-o-Velho).

Desde muito cedo que eu e os meus pais nos apercebemos da minha vocação para a música e aos 3 anos de idade já tocava órgão em festas de crianças e já cantava uma ou duas músicas infantis. Iniciei a minha carreira de fadista aos 7 anos de idade, numa noite de Fados no Grupo Cénico Amador da Portela, no qual cantei fados que já ouvia há muito tempo e passava horas a ouvir. A partir daí fui fazendo espectáculos pelo país.

Entrei para o Conservatório de Coimbra em 1999 para o curso de Guitarra Clássica, onde completei o 7º Grau. Continuei o conservatório em Formação Musical onde completei com 19 valores o 8º Grau. Durante os anos que estive no conservatório, frequentei também 3 anos de canto.
Em 2001, ganhei um concurso de Fado Amador no Coliseu do Porto.
Gravei o meu primeiro álbum, intitulado “Um Jardim no Fado”, em dezembro de 2005 sobre o qual fiz vários espectáculos pelo país e gravei depois o meu 2º álbum em 2009, intitulado “Fado Amigo”.

Depois destes dois trabalhos, participei várias vezes em concursos de fado organizado pela Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, onde por duas vezes conquistei o 1º lugar. Em 2011, ganhei o concurso de Fado Amador de Almada. Em Abril 2012, fui a França fazer três espectáculos, dois em Paris e um em Lion.
Após várias presenças em programas de televisão, fui convidado para gravar um dueto com o Jorge Ferreira.
Em 2010 entrei para a Universidade de Aveiro no curso de Canto Lírico e actualmente estou a terminar o primeiro ano de Mestrado.

Entre os meses de Maio e Julho de 2014, participei no popular programa de música da TVI  “Rising Star”.

in Portal do Fado

Mickael Salgado apresentou “Fado Amigo”

O jovem fadista montemorense foi ovacionado, no domingo, dia 10 de Janeiro, na Quinta do Outeiro, em Tentúgal. A plateia composta por quase 500 pessoas aplaudiu o novo trabalho discográfico de Mickael Salgado – “Fado Amigo”.

A tarde cultural, que contou também com as presenças do presidente da Junta de Freguesia de Tentúgal, Décio Matias e dos vereadores Pedro Machado e Abel Girão, reuniu muito admiradores e amigos do jovem intérprete.

Depois de um momento de cultura popular, a cargo do Grupo de Cantares da Casa do Povo de Tentúgal, Mickael Salgado entrou em cena, apresentando temas do seu primeiro trabalho “Um Jardim no Fado”, editado em 2007, e do novo álbum “Fado Amigo”.

Na primeira apresentação pública e dando mostras de que é, cada vez mais, um talento em ascensão, o fadista montemorense voltou a ser acompanhado pelo trio de guitarristas que participou na gravação dos dois discos.

Assim, a mestria de José Manuel Neto, guitarra; Carlos Proença, viola; e Daniel Pinto, baixo, juntaram-se ao sentimento e à voz de Mickael Salgado para um momento cultural inesquecível.

“A minha alegria é imensa, porque pode haver o melhor artista ou a melhor banda, mas se não houver público a festa não era mesma. Por isso, obrigado por esta festa, porque sem vocês eu não estaria aqui”, avançou Mickael Salgado.

“O Fado das Horas”, “Obrigado Meu Deus”, “Fado Loucura” e “Lenda da Fonte” foram alguns dos temas/poemas interpretados e que encantaram toda a assistência.

Fonte: Gabinete de Relações Públicas e Comunicação da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho (13-01-2010)


Mickael Salgado

910497888
Mickael Salgado

Mickael Salgado vence 7.º Concurso de Fado Amador de Setúbal

Mickael Salgado brilhou no desfecho do 7.º Concurso de Fado Amador de Setúbal ao vencer a Gala Final que decorreu, no sábado à noite, na sede esgotada da Sociedade Musical Capricho Setubalense.

O jovem de 23 anos, natural de Tentúgal, Montemor-o-Velho, sobressaiu entre os sete finalistas que conquistaram um lugar na Gala Final do concurso promovido pela Câmara Municipal de Setúbal e pela Capricho Setubalense.

Com formação no canto lírico, no qual é licenciado e mestre, Mickael Salgado sente uma paixão especial pelo fado desde criança. “Faz parte do código genético da alma portuguesa, da nossa identidade. Cada vez que canto o fado é uma experiência de vida e no meu caso é também uma partilha de momentos e adversidades por que passei”, sublinhou o fadista amador, invisual.

Com Fernando Farinha como “ídolo de sempre”, Mickael Salgado entende o primeiro lugar no Concurso de Fado Amador de Setúbal como um incentivo para a profissionalização. “Assumo que é um desejo ser fadista profissional e este momento acaba por ser mais uma ajuda nessa direção.”

Sobre a experiência em Setúbal, o vencedor da sétima edição do concurso frisou que “foi essencialmente uma partilha de experiências e um convívio. Houve a oportunidade para se trocarem impressões e perceber como cada um sente o fado que canta”.

O salão da Capricho Setubalense encheu por completo com público que fez questão de marcar presença para assistir à Gala Final do 7.º Concurso de Fado Amador, a qual contou ainda com as participações de Susana Almeida, segunda classificada, Sofia Ramos, que ficou em terceiro lugar, e Raquel Faria, Valter Palma, Carla Marono e Maria João Rodrigues.

Mickael Salgado, também vencedor do Prémio do Público, recompensado com 125 euros, recebeu, pelo primeiro lugar no concurso, um cheque de 500 euros, um fim-de-semana para duas pessoas no Hotel do Sado e vai gravar um CD através da RW Música, patrocinadora da prova

O fadista amador garantiu também atuações no cartaz de 2015 da Feira de Sant’Iago, bem como na iniciativa “Lugar ao Fado”, a realizar a 16 de maio, na Casa da Cultura, e um showcase na Fnac Setúbal, localizada no centro comercial Alegro.

O vereador da Cultura da Câmara Municipal, Pedro Pina, salientou no encerramento do concurso que “os mais de trinta candidatos oriundos de vários pontos do País que se apresentaram para a sétima edição do evento são um sinal de que este é um evento que chega longe e de que a cidade de Setúbal recebe bem quem a visita”.

Pedro Pina, além de acentuar a importância dos vários apoios que o Concurso de Fado Amador de Setúbal recebe, enalteceu o envolvimento do cantor setubalense Toy, que integrou o júri da prova na edição deste ano. “Faz parte da identidade desta cidade e são pessoas como o Toy, com Setúbal no coração, que levam o nome do concelho a muito longe.”

O cantor, além de integrar a equipa de três elementos do júri, atuou nos intervalos da Gala Final. “Estou aqui também como fadista amador. A minha profissão não é cantar o fado”, advertiu o cantor instantes antes de impressionar e emocionar toda a plateia com a qualidade da interpretação dos fados.

Toy recordou ainda que foi precisamente na Sociedade Musical Capricho Setubalense onde subiu, “há 41 anos, pela primeira vez a um palco”.

A Gala Final do 7.º Concurso de Fado Amador de Setúbal ficou marcada por um constante ambiente de festa, envolto no registo castiço do fado. Para isso contribuiu o jantar organizado pela Capricho Setubalense, que encheu o salão logo a partir das oito da noite, apesar dos concorrentes só começarem a cantar cerca de duas horas mais tarde.

A sala, que por várias vezes entoou juntamente com os cantores os refrões dos fados mais conhecidos, tinha vários núcleos de apoio aos diferentes participantes.

O Concurso de Fado Amador de Setúbal foi organizado como o apoio da Fundação Büehler-Brockhaus, da União das Freguesias de Setúbal, da Fnac, da RW Música, do Hotel do Sado e da Rádio Amália, media partner do evento.

Noticia: Distrito Online – Setubal  de 23 de Fevereiro de 2015

Presados, venho agradecer os likes até agora postados aqui!Esta não é só a minha página, também é vossa!Vós sois os maiores! Muito grato por tudo!E não se esqueçam, Mickael Salgado, sempre música!

Posted by Mickael Salgado, sempre música. on Sexta-feira, 15 de Maio de 2015

ENTREVISTA AO FADISTA MICKAEL SALGADO

mais videos neste canal pessoal do youtube

(Pub)

Blog

(Pub)