João Pedro Pais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

João Pedro Pais – Biografia

Com uma carreira artística de mais de uma década, centenas de concertos, e cerca de 420 mil discos vendidos, João Pedro Pais é hoje um dos artistas mais acarinhados pelo público português. Desde a sua estreia em 1997, com o disco “Segredos”, cedo se revelou um campeão de vendas e capaz de compor canções que rapidamente se tornam emblemáticas.

Até à data, editou 6 discos de originais: “Segredos” (1997), “Outra Vez” (1999), “Falar Por Sinais” (2001), “Tudo Bem” (2004) “A Palma e a Mão” (2008), e “Desassossego” (2012).
Pelo meio, deu vida ao projecto “Lado a Lado” (2006), juntamente com Mafalda Veiga, uma colaboração que superou todas as expectativas e que culminou com concertos esgotados nos Coliseus de Lisboa e do Porto, em 2010 lança o seu 1º DVD, “Coliseu”, gravado ao vivo no Coliseu de Lisboa, e ainda em 2013 participa no álbum “Voz e Guitarra 2”, onde interpreta dois temas, um deles, uma interpretação magnífica e muita aplaudida pela crítica, de um tema de Fausto Bordalo Dias, “Lembra-me Um Sonho Lindo”.

Em 2003 é convidado a fazer a 1ª parte da Tournée Ibérica com Bryan Adams. Os espectáculos, absolutamente esgotados, levam ao rubro milhares de fãs, tornando-se numa das participações mais gloriosas do seu percurso enquanto compositor e intérprete.

No ano seguinte actua na primeira edição do Rock In Rio – Lisboa, ao lado de muitos nomes internacionais, e em que provou mais uma vez estar à altura do momento, presenteando com um magnífico concerto os milhares de fãs que enchiam o recinto. Voltaria ao palco do Rock In Rio em 2010.

O ano de 2009, veio reconfirmar o Artista como um dos grandes nomes nacionais, com uma Tour extensa de norte a sul do país, e arquipélagos, que culminou com dois grandes espectáculos nos Coliseus.

O grande momento, que foi a estreia em nome próprio nos Coliseus de Lisboa e Porto, será lembrado como um dos pontos mais altos na carreira de João Pedro Pais. Com ambas as salas lotadas, apresentou uma grande produção num espectáculo cuidado e envolvente, emocionando os fãs que se renderam ao seu talento e carisma. Estas duas noites ficaram ainda marcadas pela participação dos convidados especiais Jorge Palma, Zé Pedro (Xutos & Pontapés), Massimo Cavalli (contrabaixo) e Orquestra Sinfonietta de Lisboa, que se juntaram a João Pedro Pais em momentos surpreendentes.

Em Outubro de 2010, chegou ao mercado o tão aguardado cd/dvd do concerto no Coliseu dos Recreios, naquele que foi o primeiro DVD na carreira de João Pedro Pais. Uma edição de grande qualidade que rapidamente chegou ao 1º lugar do top nacional de vendas e que
se manteve por vários meses no top 5 dos discos mais vendidos em Portugal, tendo de novo atingido a Platina.

O Verão de 2013, onde continua a mostrar porque é um dos Artistas mais importantes do panorama Nacional, com uma tourné extensa, com espectáculos sempre lotados, termina com outro grande momento da sua carreira, a sua estreia em nome próprio no Grande Auditório do CCB, onde esgota duas datas, num espectáculo acústico e intimista, especialmente preparado para esta emblemática sala de Lisboa, que conta com a participação do Quarteto Atlântico, e
que deixa o seu público mais uma vez rendido.

(in facebook)

Joao Pedro Pais – Live – Videos Oficiais

Joao Pedro Pais-O Coliseu-2010

João Pedro Pais & Jorge Palma (Rock In Rio 2014)

Discografia João Pedro Pais

1997 | Segredos | Valentim de Carvalho 1999 | Outra Vez | Valentim de Carvalho 2001 | Falar por Sinais | Valentim de Carvalho 2004 | Tudo Bem | Valentim de Carvalho 2007 | Mafalda Veiga e João Pedro Pais, Lado a Lado | Valentim de Carvalho 2008 | A Palma e a Mão | Valentim de Carvalho / iPlay 2010 | O Coliseu (cd/dvd) | Valentim Carvalho / iPlay 2012 | Desassossego | Valentim de Carvalho

Entrevista João Pedro Pais

João Pedro Pais… Uma carreira e uma vida de partilha(s)…

João Pedro Pais tem uma carreira que dispensa apresentações. O que faz, transforma-se rapidamente em êxito pois a sua sinceridade artística, a sua humildade e o sentimento de partilha que o têm acompanhado ao longo da vida fazem deste artista alguém muito singular. Nesta entrevista tentaremos proporcionar aos nossos leitores uma viagem pela vida do homem, do artista que se transfigura em palco e que transforma o acorde simples em algo energicamente contagiante. Ficamos então com João Pedro Pais…

XpressingMusic (XM) – João, agradecemos-lhe muito sinceramente ter aceitado a nossa proposta para esta entrevista. Iriamos começar por tentar saber como foi a sua vida até ter sido revelado ao grande público no programa “Chuva de Estrelas”. Quando começou a mostrar interesse pela música? Como foi a sua aprendizagem musical?
João Pedro Pais (JPP) – Na adolescência pensamos ser sempre alguma coisa, querendo ser isto ou aquilo e eu não fugi à regra, estando sempre ligado à música através da família e amigos.

XM – 1997 foi um grande ano para o João. Lança o seu primeiro disco e este torna-se campeão de vendas. O que sente um jovem quando sobe a um palco e vislumbra uma multidão a cantar de cor as suas composições?
JPP – Há uma grande generosidade por parte do público para comigo. Nota-se cumplicidade entre nós… É muito gratificante ver as pessoas a identificarem-se com as minhas canções.

XM – As letras que escreve são reconhecidamente genuínas… Elas são autobiográficas?
JPP – Escrevo sobre quem sou, o que penso, o que ouço, o que vejo e o que sinto… tudo aquilo que me rodeia e me envolve… Acalma-me e desassossega-me.

XM – O que vem primeiro… a letra ou a melodia? Como acontece o processo de composição na cabeça do João?
JPP – Tenho a minha forma de compor, fazendo o texto e a melodia ao mesmo tempo.

XM – A sua música movimenta-se dentro de um género pop-rock… Quais as suas principais influências? E, já agora… aprecia e ouve outros géneros musicais?
JPP – Sou ecleticamente musical, aprecio desde o clássico ao funk e soul, sendo as minhas influências, Sting, Bruce, Eddie Vedder, Eric Clapton, e muitos mais. Algumas das minhas influências musicais são também exemplos de personalidade, pelo menos do que me deram a conhecer. As suas músicas e textos marcaram momentos e ainda atravessam idades, incentivando-me para que eu tente conseguir fazer melhor.

XM – Já são muitos os discos gravados e os temas que se tornaram “hits”. Na sua opinião, quais os temas que mais marcaram a sua carreira?
JPP – Muitas canções que não foram singles, para mim ainda estão actuais. As canções têm o seu próprio tempo e espaço e fazem mais sentido num determinado momento. Procuro e persigo uma busca constante da minha capacidade em conseguir fazer, contando as minhas e vossas histórias cantando-as, e só assim podemos e “havemos de lá chegar”.

XM – O que sentiu em Fevereiro de 2003 quando foi convidado a fazer a 1ªparte da Tournée Ibérica de Bryan Adams? Foi uma grande oportunidade de internacionalização? Mudou alguma coisa na sua carreira e na sua vida?
JPP – À excepção do fado, a música cantada em Português não tem uma indústria discográfica abrangente no estrangeiro, mas foi muito importante para a minha divulgação no mercado nacional.

XM – O Rock In Rio torna-se já um hábito para o João… Pode levantar um pouco do véu relativamente à sua participação deste ano?
JPP – É uma honra para nós termos sido de novo convidados para atuar no Rock in Rio, é no entanto mais um concerto da nossa tour, e tenho como convidado para um dueto o meu amigo Jorge Palma.

XM – O projeto “Lado a Lado” com Mafalda Veiga mostrou haver uma ótima relação musical entre os dois. É algo que gostasse de repetir?
João Pedro Pais – Fez sentido naquela altura, apenas e só.

XM – Pedro Abrunhosa, Jorge Palma e Zé Pedro, dos Xutos & Pontapés foram alguns dos músicos com os quais já teve o privilégio de trabalhar… São nomes com os quais sente afinidades fortes? Identifica-se fortemente com as composições destes artistas?
JPP – Eu só faço parcerias musicais com quem me identifico, e depois há aqueles com quem tenho mais cumplicidade musical, e amizade.

XM – Ainda é certamente cedo para fazer uma retrospetiva biográfica do João Pedro Pais mas, até aos dias de hoje, quais foram os momentos mais marcantes da sua carreira?
João Pedro Pais – Ter feito a tour ibérica com Bryan Adams em 2003 e 2005, também os Coliseus do Porto e Lisboa em 2009 e, mais recentemente, as duas salas esgotadas no CCB em Outubro passado e o último Coliseu do Porto em março, com o Keith Scott, guitarrista de Bryan Adams como convidado.

XM – O João transparece uma genuína humildade e sede de aprender… Considera que a sua convivência com Adam Kasper acaba por ser um dos momentos de aprendizagem importantes na sua vida enquanto músico?
JPP – O Adam Kasper misturou o meu último disco. Trocámos algumas ideias e influências, esperando no futuro poder trabalhar com ele mais uma vez.

XM – Quem são os músicos que andam consigo na estrada atualmente?
João Pedro Pais – São os meus companheiros e amigos de muitos anos de estrada, aqueles que me protegem quando eu estou na frente de um palco.

XM – Muito obrigado por este tempo que nos dedicou. Para terminarmos gostaríamos de lhe perguntar se tem a consciência de que é um exemplo para muitos jovens que hoje pegam na sua guitarra e compõem as suas canções… Que legado pensa deixar a esses jovens com uma carreira tão rica como a sua? Que conselhos poderá deixar àqueles que sonham construir uma carreira e viver da sua arte?
João Pedro Pais – Sou o que sou, tendo as minhas manias mas também a minha irreverência e personalidade que fazem de mim o que eu quero ser e me levam para onde quero chegar.

Publicado a 10 maio 2014
in XpressingMusic

João Pedro Pais

Biografia João Pedro Pais até 2014

Nasceu e viveu sempre em Lisboa. Na pré-primária já se lhe conhecia o jeito pela música, uma vez que os seus tios avós maternos eram quase todos músicos de guitarra portuguesa, viola, piano e violino. Também o desporto foi uma área a que se dedicou com afinco, durante a juventude, tendo-se tornado campeão por diversas vezes no estilo Greco-Romano. Não sendo a alta competição compatível com a vida de músico, João Pedro fez a sua última participação desportiva em 1995 no Rio de Janeiro, onde consegue o 1º lugar. Em 1997 lança finalmente o seu primeiro álbum de originais. Segredos revela-se um campeão de vendas logo à partida, onde os temas “Ninguém (é de ninguém)” e “Louco (por ti)” se tornam dos mais emblemáticos da sua carreira. Muitos espectáculos vão sendo agendados, o que o leva a ascender rapidamente no mundo da música em Portugal. Acarinhado por um público muito vasto, de norte a sul e arquipélagos, João Pedro Pais torna-se uma referência ímpar para muitos dos seus fãs. Outra Vez, o segundo disco, chega-nos em 1999. Mais uma vez consegue surpreender com a sua sonoridade ligada ao Pop/Rock, não descurando de letras genuínas e sentidas. É nomeado, pela segunda vez, para os Globos de Ouro na categoria de Melhor Interprete. O tema “Mentira” é também eleito para a categoria de Melhor Canção. Dois anos depois, Falar Por Sinais, vem consolidar o trabalho do artista que o país acompanha desde o seu início. O vídeo do tema “Um Resto de Tudo” é gravado em Barcelona e, mais tarde, “Não Há” é escolhido para banda sonora de uma telenovela portuguesa. Mais uma vez as vendas elevam o disco a Platina. Em Fevereiro de 2003 é convidado a fazer a 1ªparte da Tournée Ibérica com Bryan Adams, começando por Espanha (Barcelona, Alicante e Madrid) e depois Lisboa, Porto e Guimarães. Os espectáculos, absolutamente esgotados, levam ao rubro milhares de fãs, tornando-se numa das participações mais gloriosas do seu percurso enquanto compositor e intérprete. No ano seguinte actua na primeira edição do Rock In Rio – Lisboa, ao lado de muitos nomes internacionais. Lança também o seu quarto trabalho de originais Tudo Bem. “Mais Que Uma Vez” e “Tudo Bem” são escolhidos para singles, mas tantos outros são cantados pelas multidões que o vão ver aos espectáculos em que actua. Dois anos depois, já em 2006, dá vida ao projecto “Lado a Lado”, juntamente com Mafalda Veiga. O espectáculo dá-se no dia 22 de Setembro, no Centro Cultural Olga Cadaval, com casa cheia. Uma noite memorável que levou à gravação do disco ao vivo, logo em Janeiro de 2007. As vendas ultrapassaram todas as expectativas – mais de 60.000 unidades! Nos meses seguintes dão vários espectáculos pelo país fora, terminando esta tour com a consagração nos Coliseus. Duas datas em Lisboa e uma no Porto não foram suficientes para a grande procura, que fez com que a lotação esgotasse pouco tempo depois da abertura de bilheteiras.

João Pedro Pais ao vivo
Meo Like Music

João Pedro Pais ao vivo

+ contactos

  • Contacto para espetáculos:
    Maria Alcobia – +351 211511654 | +351 938402786
    mariaalcobia@justforyou.com.pt

Site Oficial do João Pedro Pais |  MySpace | Wikipédia | Facebook Oficial do João Pedro Pais | Letras do João Pedro Pais | Agenda de Concertos

(Pub)

Blog

(Pub)