Expensive Soul

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os Expensive Soul ao vivo

Veja na íntegra o concerto dos «Expensive Soul» em Guimarães

(www.gmrtv.pt) Os «Expensive Soul» actuaram em conjunto com a Fundação Orquestra Estúdio e 200 vozes no Pavilhão Multiusos de Guimarães, num concerto realizado no final de Abril, no âmbito da Capital Europeia da Cultura 2012. A RTP transmitiu, no passado sábado, o memorável espectáculo que contou com a participação de um coro constituído por habitantes de Guimarães, onde a música da banda se cruzou com a sonoridade dos jovens músicos da Fundação Orquestra Estúdio. A GMRtv mostra-lhe agora o concerto «Expensive Soul – Symphonic Experience» na íntegra.

Expensive Soul – Biografia

Quem diria que já passaram quatro anos desde que “O Amor É Mágico” explodiu na rádio.
Quatro anos que abalaram o país, a Europa e o mundo mas que não impediram os EXPENSIVE SOUL de cantar bem
alto que acreditar na utopia podia não ser um erro.

SONHADOR – O 4º ÁLBUM DOS EXPENSIVE SOUL

O duo de Leça da Palmeira lança em Junho de 2014 o seu 4º álbum de originais, contendo os dois sucessos mais recentes “Cúpido” e “Que Saudade”. O álbum foi gravado ao longo do último ano com mais de 20 músicos a participarem em simultâneo na maioria das canções. A produção é de New Max, que assina também todas as músicas e letras enquanto Demo escreve as magníficas rimas. Chega em Junho às lojas com um total de 13 canções, duas das quais “escondidas”. É “soul music” cantada em português, feita no norte de Portugal, oscilando entre os sensuais “midtempos” e os “grooves” mais dançáveis. Pelas letras é o trabalho mais interventivo dos Expensive Soul, que estão cada vez mais exímios na transmissão de ideias em ambiente de festa. O amor continua sempre presente mas aqui e ali há uma mensagem de inconformismo que vai passando, como em “Progresso”, o tema que abre o disco.

Toda a letra é uma constatação do estado atual das coisas, incentivando uma postura inconformista mas simultaneamente encorajadora e até mesmo otimista. A toada ativista sobressai aliás noutros temas como “Lição”, “Agora É De Vez” e “Sonhador”, uma das canções “escondidas” depois do alinhamento. Já “Cúpido” é a canção de amor sem pretensões a mais, uma celebração rítmica de melodia fresca em que as cordas, metais e vozes se entrelaçam alegremente. “Reacender A Chama”, em que a música tem a coautoria do baixista Sérgio Marques, é uma pérola de boa disposição em que, mais uma vez, cordas, metais e vozes se entrelaçam em harmonia melódica e rítmica. E o “rap” de Demo a antecipar o clímax torna-a a canção romântica mais completa de sempre da “pop” lusa. “Abre-te Comigo” é a primeira balada do disco, com Max a abandonar momentaneamente o falsete e o Hammond a inundar o terreno com uma toada “vintage” relaxante. Segue-se o segundo single “Que Saudade”, lançado em Março deste ano e em rota ascendente nas tabelas nacionais de “airplay”. Mereceu uma autêntica obra de arte interativa nas 3 versões do vídeo clip que podem ser vistas em simultâneo no site dos Expensive Soul. Atenção a “Electrificado”, um puro “funk” que deveria ser obrigatório nas pistas de dança este Verão. O sax quente sola sobre os hammonds rebentando numa festa de metais inebriante com cheiro a “new wave” e Talking Heads. “Agora É De Vez” é um exercício de orquestração e arranjos, mais um capítulo deste verdadeiro manual de “soul” orgânico que é “Sonhador”, uma coleção de 13 orelhudas canções que abrem um novo capítulo na história dos Expensive Soul.

Expensive Soul no Coliseu dos Recreios – Lisboa

Expensive Soul no Coliseu dos Recreios – Lisboa

Expensive Soul


Expensive Soul & Jaguar Band em Luanda (Angola) 2014

Expensive Soul – Semana Académica do Algarve 2014

EU NÃO SEI EXPENSIVE SOUL GUIMARÃES 2014

Historial
Os Expensive Soul são uma banda portuguesa, natural de Leça da Palmeira, com um género de música muito próprio, inspirado pelo r’n’b, soul, funk, 2-step, hip hop e reggae, que conquistaram muitos fãs com as suas prestações ao vivo, letras em português e com a atitude com que se dedicam ao que fazem.

O projecto nasceu no final da década de 90, quando New Max e Demo (vocalistas), que andaram juntos na mesma turma, se juntaram para transformar um sonho em realidade: fazer música.

Demo desafiou Max a participar num concurso da Antena 3. O grupo foi um dos vencedores da iniciativa do Projecto Vida e da Antena 3 destinada a eleger os doze melhores temas de hip-hop que tivessem a droga como alvo. Como prémio foram lá atuar e esta foi a sua estreia ao vivo. Em 2000, os Expensive Soul foram convidados para assegurarem a primeira parte dos concertos de Kika Santos.

Depois deste concerto, os vocalistas acharam que necessitavam de uma banda suporte. Então, uma banda completa com baixo, bateria, coros, guitarras e teclas ganha forma na Jaguar Band e juntam-se aos vocalistas dos Expensive Soul, fazendo com que fosse o primeiro grupo, em Portugal, de matriz hip hop, com banda ao vivo.

Juntos registarem o seu álbum de estreia – o álbum B.I.- que foi publicado em 2004 e gravado no estúdio caseiro do vocalista e lançado pela sua editora independente, New Max Records. As músicas conquistaram os “media” mais exigentes e foi inserido no catálogo da EMI que relançou o disco em 2005.

Foi feita uma sincronização de um tema do disco”, na série Morangos com Açúcar, que foi uma das chaves de abertura de um ano em cheio, coroado a 7 de Dezembro com a atuação no MTV Live. A partir daí atuaram, como artistas de 1ª linha da música portuguesa, em grandes palcos de norte a sul do país.

Em 2006, começaram a trabalhar no seu 2º álbum de originais, com o nome Alma Cara (tradução do nome da banda) e que recebeu aplausos generalizados por parte dos “media”. Este disco valeu-lhes uma nomeação MTV na categoria “Best Portuguese Act” dos “European Music Awards”.

Gravaram ainda um tema com Bianca para a versão portuguesa do filme High School Musical 2 da Disney, em 2007.

2010 é um ano decisivo no crescimento da popularidade do grupo, graças ao seu terceiro álbum, Utopia, e sobretudo à canção ‘O Amor é Mágico’, que assaltou as principais rádios portuguesas e renovou o interesse do público desencadeando uma série de pedidos para concertos. Segundo Demo e New Max, o título “Utopia” tem tudo a ver com as canções, pois estas relatam um mundo real ou imaginado por eles para atingirem a perfeição.

Foi anunciado a 19 de setembro de 2011, que a banda está nomeada para os prémios MTV Europe Music Awards, na categoria “Best Portuguese Act”.

Em 28 de abril de 2012, no âmbito da Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura, acontece a «Expensive Soul Symphonic Experience». Com direção do Maestro Rui Massena, atuam, no Multiusos daquela Cidade, para um público entusiasta de 6500 pessoas, acompanhados pela Fundação Orquestra Estúdio, por um coro de cerca de 50 vozes do Norte e pelo ribombar das caixas e bombos do grupo dos Velhos Nicolinos. O concerto foi filmado pela RTP e editado em DVD.

‘O Amor é Mágico’ é escolhida para genérico da novela Doida Por Ti da TVI e volta a ser destacada nas rádios e televisões.

Gravam uma nova versão de ‘Mr Dow Jones’ no álbum de Rui Veloso lançado em finais de 2012.

O grupo já revelou que 2013 vai ser o ano do seu quarto álbum que será um disco mais orgânico e mais curto que os anteriores. As letras das músicas do grupo revelam uma madura consciência social, passando uma mensagem activista sem acinzentar a alegria festiva e o clima de diversão que caracteriza as suas canções. Muito trabalho e profissionalismo são outras das características da banda, que passa horas no estúdio, na sala de ensaios e na estrada.

(wikipedia)

Expensive Soul é mágico! Coliseu

Coliseu de Lisboa, 18.4.2015
Expensive Soul

Expensive Soul – Coliseu do Porto – 02-05-2015

EXPENSIVE SOUL “Cupido” – José Pedro Vasconcelos – 5 Para a Meia Noite

Expensive Soul – Gala Dragões de Ouro – Porto Canal 29/10/2012

(Pub)

Blog

(Pub)